Saturday, August 01, 2009

53. não chora, marion

quase ninguém mais anda longa distâncias de busão, na europa, de modo que não pude deixar de reparar na calorosa despedida de um casalzinho, ao meu lado, na estació nord, em barcelona.

a menina chorou de montão, o menino era bem romântico, e eu fiquei com pena dela. ela tava muito triste.

o busão chegou, eu sentei lá atrás porque na espanha não se tem o hábito saudável de marcar os assentos. a menina chorosa sentou no assento da frente. chorando.

duas horas depois, fizemos uma parada em girona. a menina continuava chorando. duas horas depois, já na frança, outra parada. a menina continuava chorando. eu tive que ir lá falar com ela. tadinha.

seu nome era marion. tem 21 anos. já viajou o mundo inteiro - índia, nepal, toda a europa... sempre sozinha, sempre mochilando. já viu de tudo, entendeu o conceito de vida simples e por isso odeia "esses franceses metidos a merda", falou, num espanhol perfeito. ela era um amor.

me contou que conheceu o namorado, italiano, em barcelona, e desde então passa todos os verões lá e toda vez que vai embora "dói como se fosse a primeira vez", disse, ainda com o nariz vermelho.

eu que não sou boba tratei de lhe pedir conselho. e ela respondeu: "você vai tentar racionalizar e vai dizer a si mesma que essa história é uma loucura. mas guapa, se ele for o cara, a vida não vai te dar escolha. ela vai escolher por você", disse, do alto dos seus muito bem vividos 21 anos.

marion desceu em montpellier puta da vida que tinha que voltar pra frança. e quando desceu do busão, me falou, com seu espanhol de puta madre: "quando vocês menos perceber, as folhas do seu passaporte vão ter acabado, quer apostar?".

quero, quero apostar pra que você ganhe a aposta!

11 comments:

YoungLady said...

Oi! Leio o teu blog a muito tempo, mas esta é a primeira vez que escrevo. Até porque não tenho como ficar calada depois deste post. Desde que tu fostes viajar, espero ansiosamente os seus comentários sobre a viagem, são todos de uma sensibilidade e beleza indescutíveis. E, por muitas vezes me pego viajando juntamente contigo. Enfim, acabei de voltar de uma viagem também, morei 6 meses em San Francisco. E, foi a melhor experiência que tive até hoje. E, o melhor de tudo é que me apaixonei por um colombiano que vive lá. Infelizmente tive que voltar para o Brasil por causa do visto. E, por mais que até para eu parecesse uma loucura esta história de amor, ainda estamos juntos, e ele está vindo para o Brasil em uma semana para me visitar. Enfim, o que quero dizer com tudo isto, é que é sim possível, fácil não é, com certeza, mas quando existe amor não existe fronteiras. E, assim como meu caso, conheci outros vários casais lá vivendo a mesma situação, morando em países diferentes e namorando. Então, sim, é possível, e acredite nisto! Tu vais ver o quanto vale a pena! E é como eu sempre digo, este romance é ainda mais divertido porque nós temos a possibilidade de vivê-lo não somente em um país, mas no mínimo em três: Brasil, Colômbia e EUA. O que torna tudo tão mais divertido e rico! Sinto-me bem estranha de te escrever tudo isto, mas leio teu blog a tanto tempo que me senti na obrigação de te contar meu "causo". Então, só desejo que tu ames muito e sejas muito amada, pois apesar de não conhecê-la, sei o quanto tu és especial. Um super beijo e que tu continues aproveitando esta tua viagem interna...que é a melhor que pode existir!

Tata*.* said...

Aiii me emocionei com marion ...

Insomnia said...

Engraçado isso dos franceses, conheci um francês e uma francesa em paraty, o francês era bem legal, a francesa era estranha, cheia de manias mais muito interessante e comunicativa.

Jéssica C. said...

Sábia Marion! Queria encontrar um amor desses!

Diogo Ferreira said...

vou viajar mês q vem e fico me perguntando se vou ter metade das experiências legais q vc tem *.*

Catarina said...

que lindo...

Miss X said...

nó na garganta.

vodca barata said...

queridas todas :*

young lady,, qual teu nome? eu amei seu comentário porque é um relato e uma palavra de encorajamento. portanto eu agora que te encorajo a, por favor, comentar mais vezes. suas palavras foram muito fofas, brigada!! :*

Vanessa Negrão said...

esse post me arrepiou, sabia?
muito espero um amor que escolha por mim...

tão bom ler suas histórias! :-)

Mayra said...

Adorei a historia!

Ivi, vc eh uma otima escritora!
Parabens!

YoungLady said...

Oi Ivi! Meu nome é Daiane...abri um blog com este outro nome há um tempão atrás, e nunca usei. Nem vi que tinha sido publicado com este nome o meu comentário. E, outra, leio o teu blog pelo google reader e aí nem vi que tu tinhas me respondido! Foi mal! Enfim, que bom que minhas palavras te ajudaram...Beijos e viva este amor sem fronteiras!