Friday, April 29, 2016

de e para konstantinos kavafis, no dia do seu aniversário e morte*


Ele promete vez ou outra que vai começar uma vida melhor.
Mas quando a noite vem com suas intenções particulares,
seus acordos e expectativas—
quando a noite vem com seu poder particular
de um corpo que tem necessidades e demandas
ele volta atrás, perdido, para o mesmo e fatal prazer.


He swears every now and then to begin a better life.
But when night comes with its own counsel,
its own compromises and prospects—
when night comes with its own power
of a body that needs and demands,
he goes back, lost, to the same fatal pleasure


Ομνύει κάθε τόσο       ν’ αρχίσει πιο καλή ζωή.
Aλλ’ όταν έλθ’ η νύχτα            με τες δικές της συμβουλές,
με τους συμβιβασμούς της,      και με τες υποσχέσεις της·
αλλ’ όταν έλθ’ η νύχτα              με την δική της δύναμι
του σώματος που θέλει και ζητεί, στην ίδια
μοιραία χαρά, χαμένος, ξαναπηαίνει.





a versão em português traduzi desde a versão em inglês (aqui publicada), que foi traduzida diretamente do grego por edmund keeley e philip sherrard.

* como florbela espanca, que nasceu e morreu num 8 de dezembro.

belas, recatadas, no meu lar






Wednesday, April 27, 2016

Tuesday, April 26, 2016

carta das cidadãs brasleiras em repúdio às declarações de jair bolsonaro

leitorinhas, já vamos em mais de 8 mil assinaturas e tamos preparando a tradução da carta (thanx paula neves cisneiros e carolina morais). queríamos sugestões d'ocês de entidades e/ou pessoas na comunidade feminista internacional, ou dos direitos humanos, ou ambos, para quem poderíamos mandá-la.

além disso, quem ainda não tiver divulgado o link e tiver interesse em fazê-lo: please divulgem a petição! quanto mais assinaturas tivermos, com mais moral podemos abordar os destinatários na gringa. obrigada!


Thursday, April 21, 2016

belíssima, recatada e do lar


não sei ceis tão entendendo a importância da ‪#‎belarecatadaedolar‬. para mim, ao menos, é muito mais do que refutar o "lugar de mulher" que a veja endossa. se colocar nas redes sociais (aka vida) como uma sujeita vidaloka é importantíssimo num país (num mundo) que tem uma cultura de estupro baseada no quem-mandou: estar-bêbada, de-shortinho, tá-sozinha, não-ser-recatada, estar-na-rua. cultura essa que não se manifesta apenas no busão e na rua escura, mas também nas instituições, nas delegacias da mulher (repletas de funcionárias públicas mal treinadas e machistas), nos hospitais públicos etc.

é por isso que a gente esfrega na cara de vocês que vai ter feiúra, shortinho, cachaça e sabão sim e se reclamar vamos dobrar a meta.










bela, recatada e do lar é o grande caralho


pérola

isadora

clarissa

fiorina e uma satanista sapatão

bia

demônias satanistas

deborah e jéssica

carolina

jana e antonia

cris

richard pattinson satanista


meu cu





Tuesday, April 19, 2016

carta das cidadãs brasileiras em repúdio às declarações do Deputado Jair Bolsonaro


queridas leitorinhas, nozes, da comunidade feminista de recife tejucupapo, escrevemos essa carta aqui, de repúdio às declarações de jair bostanágua ops bolsonaro, e tamos recolhendo assinaturas, pra encaminhar pra CDH da Câmara e Secretaria de Direitos Humanos. por favor, assinem e e divulgar essa ação. um beijo apertado e obrigada!


clique na imagem para ser redirecionada pra petição!




Monday, April 18, 2016

teve golpe, ok, então agora terá luta


eu acho, depois de ontem, que a luta tem que ser também partidária. enquanto a gente não quer ter partido, eles defendem torturador na cara do povo.

eu sei, também, que decisões tomadas no fogo ardente da paixão podem levar a finais ridículos. mas acredito, hoje, depois de ontem, que é preciso mais do que fazer hashtag e até ir pra rua. existem também muitos outros meios de se articular (os movimentos sociais e sindicais estão aí pra isso) mas esse foi o que eu escolhi hoje, depois de ontem.

comecei hoje meu processo de filiação no PSOL. a quem interessar possa, aqui está o link.

postei isso no FB e um amigo, diante da minha exposição da minha insegurança, me mandou esse dizer de sartre, nessa entrevista concedida pelo filósofo em 1975: "Naturally, in the course of my life I have made lots of mistakes, large and small, for one reason or another, but at the heart of it all, every time I made a mistake it was because I was not radical enough".

botou pra fuder.

teve golpe, ok, então agora vai ter luta, vai ter amor.

Saturday, April 16, 2016

todos juntos contra o carai do golpe



de esquerda, de direita, anarquista, de qualquer jeito, vamos ficar juntinhos para que ao menos a democracia não acabe no país.

amanhã nas ruas com amor, paciência, respeito, good vibes e tal. #naovaitergolpe



 



Friday, April 15, 2016

não pode ter golpe porque não pode ter temer



pra todas e todos, pró ou anti impeachment, vamos nos unir e apoiar ao menos em uma coisa: não podemos ter temer como presidente.


 

Thursday, April 07, 2016

Sunday, April 03, 2016

flaubert


"madame bovary sou eu".







Saturday, April 02, 2016

peido avoa, bosta afunda

ceis lembra da cartinha que a temer
escreveu pro dilmo? 
temer é libriano...

Friday, April 01, 2016

anti

trechos do artigo "por que temer Temer?", da carta capital:

Três propostas do projeto Temer atingem direta e imediatamente aqueles e aquelas que mais necessitam do Estado, de políticas públicas e programas sociais. A eles e a elas deve ser dito:

1) Você perderá o seu 13º salário, suas férias remuneradas, pagamentos por horas extras, seu descanso semanal remunerado etc.

2) Você ganhará menos que um salário mínimo por seu benefício da Previdência Social. 

3) Você verá o programa social que é beneficiado minguar ou acabar.




lista de 55 ameaças a SEUS direitos, em tramitação no congresso (coloquei aqui alguns dos que mais me chocam):


2. Redução da idade para início da atividade laboral de 16 para 14 anos
(PEC 18/2011 – Câmara);

4. Impedimento do empregado demitido de reclamar na Justiça do Trabalho
(PL 948/2011 – Câmara e PL 7549/2014 – Câmara);

5. Suspensão de contrato de trabalho
(PL 1875/2015 – Câmara);

15. Estabelecimento do Simples Trabalhista criando outra categoria de trabalhador com menos direitos
(PL 450/2015 – Câmara);

16. Extinção da multa de 10% por demissão sem justa causa
(PLP 51/2007 – Câmara e PLS 550/2015 – Senado);

30. Privatização de todas as empresas públicas
(PLS 555/2015 – Senado);

33. Demarcação de terras indígenas
(PEC 215/2000);

35. Alteração do Código Penal sobre a questão do aborto, criminalizando ainda mais as mulheres e profissionais de saúde
(PL 5069/2013 – Câmara);

36. Retirada do texto das políticas públicas do termo “gênero'' e instituição do Tratado de San José como balizador das políticas públicas para as mulheres. É um total retrocesso para todo ciclo das políticas
(MPV 696/2015 – Senado);

37.Instituição do Estatuto do Nascituro – provavelmente maior ameaça aos direitos sexuais e reprodutivos das mulheres. Seria concretizada a criminalização generalizada das mulheres, inviabilizando, inclusive, o aborto previsto no Código Penal
(PL 478/2007 – Câmara);

38. Instituição do Estatuto da Família – retrocesso para grupos LGTBs e mulheres: não reconhecimento como família – ficam fora do alcance de políticas do Estado
(PL 6583/2013 – Câmara);

39. Redução da maioridade penal
(PEC 115/2015 – Senado);

40. Flexibilização do Estatuto do Desarmamento
(PL 3722/2012 – Câmara);

50. Alteração da Lei de Biossegurança para liberar os produtores de alimentos de informar ao consumidor sobre a presença de componentes transgênicos quando esta se der em porcentagem inferior a 1% da composição total do produto alimentício
(PLC 34/2015 – Senado).

54. Regulamentação e retirada do direito de greve dos servidores
(PLS 710/2011 – Senado; PLS 327/2014 – Senado; e PL 4497/2001 – Câmara);


e entrevista bem facinha de entender: