Wednesday, October 21, 2009

fudeu

ontem eu chorei - e não foi pouco - ouvindo guilherme arantes.



é.
fudeu.



também, minha gente, ó a letra:
Pra que ficar juntando os pedacinhos
Do amor que se acabou?
Nada vai colar
Nada vai trazer de volta
A beleza cristalina do começo
E os remendos pegam mal
Logo vão quebrar
Afinal a gente sofre de teimoso
Quando esquece do prazer
Adeus também foi feito pra se dizer



já tô chorando de novo.

6 comments:

radamis said...

Ah ivi não chore, ou então chore mas chore como criança, um choro alto daqueles com soluços, esses sim acalmam o coração. E depois trazem um daqueles sorrisos de ponta a ponta, bonitos. E Ó eu leio o blog a algum tempo e sou louco e sempre dou uma saracutiada por aqui. Oro todas a noites por ti. sorte em seu tour pelo velho mundo tá? abraço.

casa de especiarias said...

poxa, há uns dias atrás ouvi uma música dele, em uma festinha. uma bem comum, até, apesar deu nunca ter parado pra prestar atenção na letra. ai no sábado, quando a ouvi de verdade, rodeada de amigos, eu não cheguei a chorar, só que meus olhos encheram de lágrimas.
e eu vim aqui compartilhar isso, ivi, por causa da tamanha coincidência. tu podia ter chorado e está chorando de novo com qualquer letra, de qualquer músico, mas não! foi guilherme (ai que uó) que me fez semi chorar e tu, de fato, chorar.
ai que coincidência danada!!

:**

André said...

fica assim não... vamos torcer pra maria bethânia implicar com essa música, gravar e não será necessário se sentir tão culpada...

Natalia Venturini Pessutti said...

Gente tadica!!! Dói, né? É foda de verdade isso eu sei... Mas pense no dia que vc o vir de novo!!! Vai ser demais...

Daniela Moura said...

Ivi, te entendo perfeitamente. Ando chorando por um amor que (não sei ainda se) acabou. Toda noite, no escuro. Baixinho. Às vezes na rua, por trás dos óculos escuros. Agora tb.

Beijo.

Nathani Baia said...

Não sei se é bom, mas a gente nunca chora sozinho, do outro lado do mundo ou da rua, tem alguém chorando também, chorando com vc, por vc, pra você, ou por um amor que foi-se embora e levou a gente junto. Eu tô chorando com vc Ivo, e fazer oque, juntar os cacos não dá, mas temos que cuidar do que restou, pq a gente se reconstrói pra se quebrar denovo.