Sunday, July 04, 2010

o inferno

faz 15 minutos que te olho.

estás repleto de coisas que nao conheco. nao sei porque tem gente que gosta de ti. escondes na tua propria existencia aquilo que todo mundo é: um conjunto de coisinhas lindas, bem criadas, a perfeicao da cor e da forma, a vida funcionando como tem que ser (é verao em algum lugar desse prato raso); mas também um conjunto de coisinhas amargas, moles, feias por dentro.

faz 15 minutos que te olho e me sinto desse tamanho.

estás aqui, na minha frente, porque pensei que podia fazer qualquer coisa que mudasse meu hábito de desistir das coisas, antes mesmo de vive-las, admiti-las, prova-las. nunca gostei de frutas, por exemplo.

eu desisti de tudo, e tu, com toda essa existencia incoveniente, comprova isso (nao sei o que fazer diante de ti, e estou a beira de desistir mais uma vez).

parece que daí me olhas, como a minha mala, porque sabes que vai ganhar de mim.


és um pote de morangos.

5 comments:

Camila said...

entrei aqui hoje para reclamar da sua ausência.
que bom que voltou ;)

José Olimpio Elias said...

Hoje é aniversário de Frida Kahlo. Veio um artigo sobre ela na Bravo!, li e lembrei de ti.
Feliz aniversário.

Alguém me empresta um telemóvel? said...

Querida,

Tbm sou leonina e louca do cú. Fiquei sem inspiração um tempo, mas ela voltou em um texto que chama 'entre fotografias e mariscos'.

Não faço ideia o pq deste meu comentário, mas aí está.
adios

Tata*.* said...

Ahhhhhhh to sentindo super falta dos seus textos.

Robert Tavares said...

meu novo hobby-para-trazer-felicidade (substituindo a leitura do seu blog) é olhar pra essa foto nossa:
http://3.bp.blogspot.com/_nFhfofSeKO0/TBd15gvT6KI/AAAAAAAAEtc/Iazx16pK6aw/s1600/IMG_0592[1].JPG
beijão ivo, e trate de ficar bem.