Monday, September 27, 2010

politicamente cagada (um poema)

meu querido nazi,

embaixo destas sobrancelhas tuas
olhos verdes redondos,
que enxergam melhor com esses teus óculos redondos
de tartaruga.

sobre tua cabeça pequena de
alemão do oeste,
teus cabelos
pretos
penteados de lado.

eu lamberia com devoção a linha que separa
teus cabelos pretos ensebados
(te imagino após um banho com um pente de plástico no banheiro enfumaçado a desenhar com os punhos cerrados no espelho uma

roda onde te vejas: daí passas o pente perpendicular, divide a cabeça em duas, cabelo pra lá, cabelo pra cá. guarda o

pente, checa a linha. teu cabelo tu divides de lado).

tu vais à natação,
meu querido nazi,
e andas de bicicleta.

mas é quando tu tiras tua jaqueta roxa,
que faz silêncio o universo:

vejo então teus braços lindos.
vejo então que és bege claro.

(e me derreto em histeria silenciosa)

meu querido nazi,
mal posso acreditar que em menos de
30 dias
dormirás aqui em solo
pátrio
mestiço
bem aqui na minha sala
e (com sorte minha)
vais mestiçar
minha pele colonizada
com a ariana tua.

6 comments:

Dri Afonso said...

Oi...Adorei seu blog, e queria que vc visitasse o meu para conferir um post que eu fiz sobre adoção de animais. Acho que é importante pra nós, blogueiras, ter essa responsabilidade social vinculada ao blog. Espero que vc goste e que ajude tb na campanha, se possível.
Um beijo,
Dri
http://www.chatadescarpin.blogspot.com

Natalia Venturini Pessutti said...

Uhulll!!! So sexy this post... Adorei Ivi, esse poema. Quem é o moço bege? Beijosss.

Eliza Leopoldo said...

Muié, tu não tem jeito e eu adouro rs.

Bisous.

Cristiana Azevedo said...

Emocionei...........

Cristiana Azevedo said...

Emocionei...........

Pâmela said...

tou feliz que você será feliz

(seja por um mês ou pro resto da vida).

:*