Sunday, February 06, 2011

oi, ivi

quanto mais em silêncio tenho ficado, vendo as árvores do cemitério na frente da minha casa seguirem existindo apesar das condicoes externas, mais tenho percebido que eu sou tipo uma galinha que, apesar de envolta em molho pardo feito do próprio sangue, segue bem da viva.

ou seja: o que importa é a firmeza da carne. é afinal a insolência desse tronco.

4 comments:

Gabriela Galvão said...

Insolência, boa. Bem melhor q teimosia.

Dandara said...

morram todos mesmo assim tô viva

carol_maciel said...

Ivi, não deixe esses dias cinzas entranharem em você, hein! Sei bem como é.
É uma delícia tudo branquinho, o silêncio e os olhos virados pra dentro...mas a melancolia chega sem pedir licença.

Beijo e que bom que chegastes bem. Cuidate! :)

vodca barata said...

carol! tás por aqui?? manda email! vodcabarata@gmail.com

:*