Sunday, March 13, 2011

sozinha, leio muito

olho muito as figuras. como o celular nao toca, como jörg desistiu de mim e armin mora longe, eu me ocupo das coisas. às vezes pisco bem muito, bem longo, pra quando abrir os olhos fingir que me surpreendo: "ai meus deus, é berlim!".

e ganho o oscar.

e tiro umas fotos e olho as figuras e crio figuras mentais com muito afinco. leio em trânsito: como moro na puta que pariu, levo sempre mais de meia hora pra chegar em qualquer lugar. entao eu leio. eu gosto de abrir um livro em alemao e pensar que as pessoas estao orgulhosas de mim porque sei falar a língua do país deles, que escolhi morar. claro, ninguém dá a menor bola pra isso, nem presta atencao nas minhas neuroses, e eu tampouco falo tao bem assim, mas me deixem ivanovizar em paz.

quando desco do trem, fecho o livro e, em vez de criar figuras, olho pra elas.





"nao te divulgo
o teu nome
os teus olhos azuis
a tua gentileza
espero que os partilhes com alguém querido
como os partilhaste
comigo
amante querido"

§

comprei a versao em alemao: "frida kahlo - cartas de amor". achei que seria um bom comeco, ler cartas de amor em alemao, porque cartas de amor sao todas iguais.

me pergunto como será que o carteiro novato faz pra saber qual edifício é esse, com esses número carcomidos.

frida também preferia ser amada do que ser uma artista, e ela sofreu muito. eu quero ser amada também, mas tampouco sou um gênio. sou um carteiro novato e sofro muito.





"(...) por fim, vou ficar um tempo pensando em toda a sorte de problemas que existam. depois vou dormir".

"(...) schließlich werde ich noch ein Weilchen über allerhand wissenschaftliche Probleme nachdenken und dann ins Bett gehen".
§



"Detesto
o sofrimento".

"A chuva por ventura tem pai?"







1. adormecer, de adília lopes, 1993
2. frida kahlo obcecada e eu me identifiquei, em carta para alejandro gómez aria, 18 de agosto de 1924.
3. body art?, de adília lopes, 1999
4. livro de jó, da boa e velha bíblia.

11 comments:

Fê Resende said...

AMIGA que imagens mais lindas!
essa última me fez suspirar aqui.
te adoro! muah!

Dandara said...

quero ser tudo

Fernanda said...

Adorei a mistura das fotos com os trechos dos livros, tudo lindo.
E sabe que eu sou muito produtiva sozinha também? Tô num aprendizado constante de convivência, que meu namor não me escute, hahahaha.
Tenho certeza que logo, logo um "alemôo" vai balançar teu coração, é sempre quando a gente não espera muito (pelo menos, para mim foi sempre assim).
Beijos!!

Camila Benvenga said...

Imagens clicadas com a mente, são deliciosas não? Vim retribuir a visita, conhecer seu espaço e dizer que o filme,comentado, é pior qie Cristiane F. Enfim...coisas da industria que prefere o dinheiro à qualidade, e quem sou eu pra julgar, apenas posso opinar. Um beijo, boa sorte tb.

S.Ribeiro said...

Gosto tanto de me deixar ivanovizar...

Coraci said...

Mulher, teu blog é uma delícia. Olha, parafraseei(?) vc lá no meu e achei que vc deveria saber ;)
bjo!

Marília Ribeiro said...

Tu é toda linda, até quando não quer.

Menina said...

Querida, não sei se vc lembra de mim: Olívia, carioca, que te encontrou lá no albergue em Lisboa etc etc. Bueno, fato é que no fim de janeiro tb vim morar na Europa, em Londres, totalmente sola. Me identifico com esses seus momentos e tb escrevo (vidinhanadafacil.blogspot.com). passa lá e pense que nào estás sola nessa solidão imigrante
Bj

harvest said...

"porque me traíste tanto" poema de adília lopes musicado pelos A NAIFA.
tem de conhecer!

beto,,, said...

"sou um carteiro novato e sofro muito."

Rozélia Bezerra said...

Ivanova, se Deus, em pessoa resolvesse escolher novos apóstulos para registrar as palavras dele, não teria trabalho algum: tu serias a escolhida e teu Blog seria uma versão dO Livro...Seria escolhido como O LIVRO DA VIDA.
te amo muito
mamis