Wednesday, February 13, 2013

al-fêmea quer saber: alexandre who?

a leitorinha thais andrade mandou o link dessa matéria desse respeitável site que publicou respeitável matérias com os respeitáveis dizeres:





eu nunca ouvi falar desse sujeito e acredito realmente que o anonimato seja o melhor para quem faz apologia ao crime. 

uma alegria: ver que as pessoas reagiram aos comentários.





infelizmente essa marmota desse tal de alexandre vai passar despercebida, porque é carnaval, meu brasil!

3 comments:

Vanessa Negrão said...

eu conheço o Nero pessoalmente mas não estou aqui pra defender ninguém. só queria dizer que leio o blog há anos, sempre gostei, prefiro comentar mais em posts pessoais que nos engajados e muitas vezes fico feliz por poder agir silenciosamente em favor de causas que vejo aqui, apesar de não levantar a bandeira do feminismo com a mesma força (eu sou mais do "humanismo", se é que isso existe).

eu só acho sempre que esse tipo de nota sensacionalista pode ser um pouco distorcida ou exagerada. nesse caso, digo isso porque conheço a pessoa que "falou".

sou totalmente contra a violência, seja contra a mulher ou qualquer outro ser humano [ou ser vivo] e me lembro muito bem dos comentários do próprio Nero na época da novela, dizendo que era muito difícil atuar contra as próprias convicções, fazendo um papel de espancador.

tem coisas que estão aí mesmo, pra quem quiser ver, e todos preferem fechar os olhos. tem coisas que são só motivo pra ganhar audiência, ainda mais se tratando do renomadíssimo site em que foi publicada, né? frases descontextualizadas ou distorcidas não são novidade nesse tipo de imprensa.

acho que tem coisa muito mais importante pra gente se preocupar que notinha no ego.

provavelmente vou virar piñata nos comentários, talvez não seja nem publicada (o que é um direito de que tem blog, concordo muito), mas é só o que eu estava pensando quando li esse post.

Ivi, continuo te amando.

Pode contar comigo pras causas das meninas.

Beijoca.

vodca barata said...

vanessa, seguinte: você conhece esse rapaz na vida real, mas eu e 99% da população, não.

ele, como "pessoa pública", tem algumas responsabilidades e uma delas é estar ciente do seu poder de influência e, exatamente como ator "da globo", estar ciente do jogo entre imprensa marrom e "celebridade". é muito fácil falar uma merda e depois dizer: "a jornalista mudou o contexto".

ele não pode falar qualquer coisa inconsequentemente, pois o status social dele confere imediatamente uma nova responsabilidade.

pra mim dá no mesmo ele ser legal na vida real, pois não o conheço. o que fica pra mim, como espectadora-leitoradainternet-mulher-cidadã-feminista-chata é apenas uma declaração leviana e muito muito infeliz.

beijos
ivi

Mary Janne said...

Viu isso Ivi?
http://g1.globo.com/ro/rondonia/noticia/2013/02/mulher-tenta-se-recuperar-apos-ter-70-do-corpo-queimado-por-ex.html