Friday, April 12, 2013

meus lírios brancos foram transferidos
do meu quarto escuro
pra cozinha clara
caso contrário morreriam
meus lírios brancos me ensinaram
a dividir com os outros
a beleza
enfim
meus lírios
não são meus.


(meus não-meus
lírios se ficassem
no meu quarto
acabariam precoces
e secos
como as
rosas abaixo)

6 comments:

Jana Zen said...

Ivi, dê uma olhada nesse texto sobre a cultura do estupro, da Carta Capital:
http://www.cartacapital.com.br/sociedade/a-cultura-do-estupro-gritando-e-ninguem-ouve/
bjo!

querido diário said...

ando numa roda viva a trocar os jarros de sítio em casa para durarem mais tempo*

Antônio LaCarne said...

os dias tão corridos aqui. o calor tão insuportável nessa fortaleza ao deus dará onde semana passada roubaram todo o meu dinheirinho e celular.
mas é lindo ler um poema desses e manter a cabeça erguida pra novas batalhas.

um beijo, sweetheart ;)

Jana Zen said...

mandei ontem um link sobre Nicole Bahls e Gerald Thomas...agora saiu a resposta dele:
http://geraldthomasblog.wordpress.com/2013/04/12/panico-much-ado-about-nothing-all-in-good-faith/

e mais uma matéria:
http://oglobo.globo.com/revista-da-tv/meti-mao-na-menina-diz-gerald-thomas-sobre-nicole-bahls-8091253

é a velha história de culpar a vítima. "A mulher não é um objeto. Mas não deveria se apresentar como tal."
Que mundo é esse?

Jay Andrade said...

http://semcom.tumblr.com/post/30320105767/entravam-de-2-em-2-diz-menor-sobre-estupro-por

Fizeram esse tumblr pra dar uma moldura nova para os comentários dos imbecis que assinam o G1 e eu vi essa notícia lá. Sabe Ivy, a única coisa que me incomoda na internet é ela nos abrir os olhos. Na maior parte do tempo nós ficamos pensando que estamos num mundo livre de pessoas que pensem de uma forma tão estúpida e tão burra (não achei forma melhor de dizer) e vem a internet e joga na nossa cara que apesar de ninguém dizer estamos cercados de imbecis.

Segundo esses leitores eu, você, nossas mães e nossas avós tem todas o direito de serem estrupadas por não serem mais virgens. Assim como, por terem admiração pelo trabalho de alguém, porque afinal de contas, ser fã é implicitamente dar o direito do seu ídolo fazer o que quiser com você. E claro, seu comportamento, como sempre, define a sua dignidade. Sua roupa, suas companhias, são elas que dizem sim por você.

Ah, Ivy, quando eu venho no seu blog me sinto até protegida de tanta bestialidade que a gente vê por aí. Muitos reclamam de que você está "politizada" demais, mas acho que é a melhor tendência para todos seguirem nessa estação, com tantos gritos absurdos não sendo ouvidos por aí.

vodca barata said...

gente muito obrigada pelos links educativos, eu vou ler e comentar tudo direito, só tô por dentro da história gerald+nicole porque essa semana trabalhei todo dia longe da internet das 9h às 19h, tô tão por fora de tudo, que horror. nem sei como anda as coisa nas coréia haha

brigada e beijos!