Thursday, April 09, 2015

soneto pra minha melhor amiga quando ela parte

o senhor serviu o vinho e todo mundo
caiu de boca.  eu e tu nem se fala:
nunca vi tamanhas ressacas.
festejar a vida tanto quanto eu e tu,

nem as mais profanas das vacas.
nunca dantes galanteios foram melhor utilizados,
elegemos pro nosso deleite
os melhores boys desta cidade-estado.

eu e tu batendo palma
pros passantes desavisados,
comendo-os com olhos e órgãos

e em muito belo desatino,
empalitamos nossos dentes
de amores clandestinos.



1 comment:

Anna said...

muito fofo e inspirado, Ivi!