Sunday, September 13, 2009

105. brigada, amiga.

eu mandei um email pra ela pedindo conselho porque ela mora do outro lado do mar e entenderia de amore com um mar (real ou cultural) no meio.

ai ela respondeu usando o poeta preferido do homem que ta fumando aqui do meu lado:

Para além da curva da estrada
Alberto Caeiro


Para além da curva da estrada
Talvez haja um poço, e talvez um castelo,
E talvez apenas a continuação da estrada.
Não sei nem pergunto.
Enquanto vou na estrada antes da curva
Só olho para a estrada antes da curva,
Porque não posso ver senão a estrada antes da curva.
De nada me serviria estar olhando para outro lado
E para aquilo que não vejo.
Importemo-nos apenas com o lugar onde estamos.
Há beleza bastante em estar aqui e não noutra parte qualquer.
Se há alguém para além da curva da estrada,
Esses que se preocupem com o que há para além da curva da estrada.
Essa é que é a estrada para eles.
Se nós tivermos que chegar lá, quando lá chegarmos saberemos.
Por ora só sabemos que lá não estamos.
Aqui há só a estrada antes da curva, e antes da curva
Há a estrada sem curva nenhuma.


eu li isso e falei: dress up, bavarian, we got a city to love!

ai a gente foi pro bar. resolver as coisas sem tentar prever o que tem depois da curva.

4 comments:

Débora said...

que lindo isso...
obrigada por compartilhar

joli said...

onnnnnnnnn

gisela said...

;)

bitte!

Amanda said...

Obrigada por isso!!!!!! Veio na hora certa!!!! Bjo