Thursday, November 05, 2009

ai meu cu.

photoshop... tem tanta coisa acontecendo, no que diz respeito à fotografia, e os pessoal ainda perde tempo discutindo PHO TO SHOP.

eu me sinto na idade média, em que os pessoal ainda tá preocupado com quem vai pro céu ou pro inferno da fotografia, quem "manipula" uma foto ou não. MEU CU!

meu cu pá frança com essa história de botar um avisozinho "essa foto foi retocada". me fez lembrar da época que eu comprava CD de marilyn manson que vinha com um adesivinho idiota avisando que aquele CD tinha músicas que falava de sexo e palavrão.


rock doido!

nunca comprei nem deixei de comprar (nem eu nem ninguém, acredito eu) um disco por conta disso. nem nunca nenhum CD passou a ser mais ou menos respeitado por causa desse adesivinho tabacudo.

tô falando desse assunto porque meu blogayro favorito, giselo gueiros, me mandou esse link, em que jean-baptiste mondino avisa: AÊ, GALHERA! os pessoal tudo retocava seus negativos, avedon retocou sua marilyn, korda retocou che guevara e por aí vai.

a nymag, que publicou o tratado de mondino, encerra dizendo algo do tipo "apois tá. talvez o que o mundo precisa não seje lei pra proteger muié com anorexia, mas sim fotógrafos melhores".

eu gosto que a conclusão é assim, bem frase de efeito. e realmente acho que melhores fotógrafos, melhores namorados e melhores tarifas são paulo-berlim nunca fazem mal a ninguém. mas vale lembrar que fotografia e manipulação são coisas que andam juntas desde que a foto existe - e é feita por fotógrafos bons ou ruins, amadores ou profissionais.

manipular é escolher um ângulo em vez do outro, é escolher pb ou cor, é ligar ou desligar o flash, é dar crop do negativo, é aumentar contraste do negativo... e é pôr no photoshop e fazer a festa, também.

o jornalismo de moda é pérfido, muito mais do que a publicidade de moda. a publicidade é honesta e diz: você não é isso, mas se você puder pagar, será. o jornalismo de moda se disfarça de informação, de bonzinho, de serviço, e diz absurdos imperativos como "SIGA À RISCA ESSAS DICAS", "JOGUE FORA SEU NÃO SEI QUÊ", "VOCÊ VAI QUERER TER ESSA BOLSA", "ATUALIZE SEU CU".

por que, quando alguém quer apontar as bizarrice das moda, vai direto nos fotógrafo? na minha opinião tinha era que colocar um selo era nas modelo! com os seguintes dizeres:

"atenção, essa muié não é real. ela não é magra de ruim como diz, é magra porque não come mermo. essa pele lisinha aí é tudo by M.A.C., porque ela cheira cocaína e toma remédio pra emagrecer. e quando elas abrem a boca falam tanta merda que você tem vontade de dar um tiro no próprio esfíncter".

um aviso como o que propõe a frança tira a atenção do que importa na foto: o que o fotógrafo (ou o diretor de arte, styling, "editora" de moda, marca) quis dizer. a muié às vezes é mera alegoria, e precisa ser retocada para que, repito, o discurso não seja interrompido.

vou dar exemplo:


oi, eu sou macia!

eu photoshopei minhas canela nessa foto porque eu tava cheia de bit-bit! se eu não tivesse feito isso, em vez de reparar na foto como um todo, o povo ia ficar "EITA Ó A PERNA DELA! DEPILAÇÃO CAGADA!".

obviamente algumas fotos só são photoshopadas em nome da beleza (oi, annie leibovitz!) e NUM TEM MAL NENHUM NISSO! assim como algumas fotos são photoshopadas para amarrar uma narrativa visual (oi, cia de foto!) e outras não são (oi, marcelo gomes!) porque não precisam que sejam e pronto.

como eu já disse nesse post aquê, o bom é que cada um possa fazer o que quer e todo mundo possa conversar sobre o assunto. sem um adesivinho com cara de 1996 em cima da minha foto.

xau.

17 comments:

Alan said...

ivonete sangalo é meu ídolo! tão sabida! ah, morri com tanta 'sabidoria'.

gigi

valeriapedrochi said...

Muuuuito bom! Sem mais par o momento.

p.s.: Tá gatenha na foto, mesmo sem cabeça!

valeriapedrochi said...

Muuuuito bom! Sem mais par o momento.

p.s.: Tá gatenha na foto, mesmo sem cabeça!

Alex Oliveira. said...

super assino em baixo.

Natalia Venturini Pessutti said...

Adorei isso! Concordo plenamente!

Analine Araújo de Andrade said...

A Ivi não tem redeas na lingua...e eu adorooooooooooo

carol m said...

Ivi!!

Adoro suas fotos, seu blog e hj, no blog da Constance Zahn descobri que vc tb tira fotos de casamento! Achei lindas!! Quando eu for casar, posso te consultar pra saber qto vc cobra? (pq possivelmente eu não terei dinheiro para tanto, mas não custa nada saber)

hluko said...

sou tua fa Ivi

Larissa Negreiros said...

se Deus ouvir minhas preces, no dia que eu me casar, vc será a fotógrafa! ;)
mas vc teria que vir a Fortaleza...

Ivy Farias said...

Oi Ivy, eu também sou Ivy, só que com Y. Nunca encontrei outra Ivy (ou Ivi, como preferir) e vi hoje seu nome no site da Constance Zahn. Mas eu fiquei curiosa quado ela escreveu Ivanova: desculpe perguntar, mas você é Ivi ou é apelido?
Beijo grande,
Ivy

Déa Paulino said...

A frase "você não é isso, mas se você puder pagar, será" vale para absolutamente tudo na vida hoje em dia. Talvez tenha valido também em outros tempos, mas eu não estava lá para confirmar e os relatos históricos são sempre só um entre muitos pontos de vista.
Seus posts são sempre ótimos. Gosto muito de vir aqui.
Um beijo!

Pí Ême. said...

Adoro sua sinceridade, já disse né?
Tô no aguardo das minhas fotos, YEY!

amei, vou tuitar isso!

beijos

Daniela Moura said...

M A R A V I L H O S A !!!!!

Vc é uma pessoa fantástica! Refresca a minha mente!

Beijo!

Tahiana said...

Oi Ivi,

não concordo com vc, não. embora eu ache que colocar um avisozinho na foto não seja a melhor solução,acho que essa discussão sobre photoshop é muito válida, sim. em primeiro lugar, não dá para comparar o retoque feito em negativos com os retoques de hoje. o retoque feito na foto do che, para citar um exemplo usado por vc, não tinha como intenção tirar as espinhas, estrias e afinar o cinturinha dele. o foco era muito mais na imagem como um todo. os tempos são outros e a manipulação hoje em dia é muuuuito mais pesada e tem proprósitos bem mais mercadológicos, de uma forma um tanto cruel. acho um tanto ingênuo dizer que a publicidade é honesta! ela é muito da safada, na verdade! e os maiores exageros estão aí e nas revistas de moda para o público feminino. e tudo isso é voltado para muita gente e não só para eu ou vc que sabemos que os fotógrafos de antes também retocavam e que enquadrar uma imagem já é manipular!

com eu falei, botar lá um aviso de retoque pode não ser a solução, mas acho que não dá pra simplificar a discussão desse jeito. na minha opinião, ela é bem rica e válida!

beijos!

tahiana

vodca barata said...

tahiana eu gosto da sua opiniao, mas usando tambem o adjetivo ingenuo, acho ingenuo achar que a publicidade eh o maior inimigo da sociedade no questio "influenciar o povo". alem disso, nao eh uma foto photoshopada que faz uma pessoa querer agir de tal forma.

e, so pra terminar (queria poder conversar mais sobre o assunto mas nao posso agora), manipulacao pra afinar cinturinha e outras coisas da publicidade tinha desde antes da foto existir. lembra das propagandas ilustradas dos anos 30? pois.

Tahiana said...

é mesmo, eu não tinha pensado nesse tipo de manipulação de cinturinha!

mesmo assim, continuo achando que o retoque de hoje perdeu a noção! eu entendo quando vc diz que não podemos culpar inteiramente a publicidade pelas mazelas estéticas da sociedade. mas acho que o phophoshop contribui muito para o ideal de beleza (cada vez mais) distorcido que vem sendo formado. sei que esse discurso já é antigo e bem batido, mas continuo acreditando nele...

beijas

Tahiana said...

é mesmo, eu não tinha pensado nesse tipo de manipulação de cinturinha!

mesmo assim, continuo achando que o retoque de hoje perdeu a noção! eu entendo quando vc diz que não podemos culpar inteiramente a publicidade pelas mazelas estéticas da sociedade. mas acho que o phophoshop contribui muito para o ideal de beleza (cada vez mais) distorcido que vem sendo formado. sei que esse discurso já é antigo e bem batido, mas continuo acreditando nele...

beijas